Notícias

Hospital Geral de Guarulhos amplia atendimento em quimioterapia

Hospital Geral de Guarulhos amplia atendimento em quimioterapia

Novo período de atendimento possibilita a realização de mais 220 sessões mensais no HGG

O Hospital Geral de Guarulhos (HGG), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo gerida em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, vai ampliar o atendimento em quimioterapia de seu Centro Oncológico. A partir deste mês de julho, a unidade terá o acréscimo de mais um período de funcionamento, das 19h às 23h, de segunda à sexta-feira, no qual poderão ser realizadas cerca de 220 sessões de quimio, atendendo a 22 novos pacientes ao mês. Anteriormente, o Centro Oncológico do HGG funcionava das 7h às 19h, em dias úteis.

Inaugurado em 2015, o Centro atende aproximadamente 2.400 novos pacientes com câncer por ano. Em 2019, até maio já foram realizadas 3.311 sessões de quimioterapia e 9.944 de radioterapia. Em 2018 foram realizadas 7.995 sessões de quimioterapia e 22.946 de radioterapia. Tal ampliação será possível devido a um aporte financeiro da Secretaria de Estado da Saúde de R$ 413 mil mensais em custeio, que serão investidos, por exemplo, na contratação de equipe multiprofissional e insumos. A atual infraestrutura do local será mantida.

O Centro Oncológico da unidade possui cinco consultórios de oncologia clínica, salas específicas para manipulação de quimioterápicos e aplicação, com 10 poltronas, vestiários para pacientes que serão submetidos à radioterapia, sala de preparação de moldes para sessões radioterapêuticas, casamata, onde está instalado o acelerador linear, além de uma sala de comando do aparelho.

O serviço oferece uma radioterapia diferenciada, denominada TBI (do inglês Total Body Irradiation), que permite a irradiação do corpo inteiro, contribuindo para a eliminação de células doentes em tecidos não tão facilmente alcançados pela quimioterapia, por exemplo.

O HGG é referência de atendimento para a população de Guarulhos e do Alto Tietê. Os pacientes oncológicos são regulados pela rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer. 

 227
(0 votos)