Notícias

Fumar pode causar até doenças nos olhos, alerta especialista do Hospital de Transplantes de SP

Fumar pode causar até doenças nos olhos, alerta especialista do Hospital de Transplantes de SP

Alterações oculares decorrentes do tabagismo acometem tanto fumantes ativos quanto passivos; Dia Nacional do Combate ao Fumo é nesta quinta-feira (29)

Que o hábito de fumar pode causar graves doenças a maioria das pessoas sabe. Mas o que muitos ignoram é a extensão dos problemas que o tabagismo provoca, que vai muito além dos pulmões, por exemplo. De acordo com a oftalmologista Mariana Cunial, do Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, unidade gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, o tabagismo ocasiona desde doenças mais simples, como alterações da superfície ocular, alergias e Síndrome do Olho Seco, até o agravamento de comorbidades, como a Doença Macular Relacionada à Idade (DMRI), Glaucoma e Catarata.

“Tanto para fumantes ativos, quanto passivos, essas doenças ocorrem porque a fumaça do cigarro, que tem muitos componentes tóxicos como monóxido de carbono, nicotina, amônia, cetonas, entre outros, fica diretamente em contato com os olhos. Diversos estudos comprovam os efeitos do tabagismo sobre as células da retina, que deixam de ser adequadamente nutridas. As alterações nestas células provocam distorções visuais e podem levar à cegueira irreversível”, explica Cunial.

Segundo ela, no caso do Glaucoma, há o aumento da pressão intraocular após o fumo. “Quem fuma também tem mais chance de desenvolver Catarata Nuclear, principalmente os pacientes que fumam cachimbo. Além disso, se o cigarro estiver associado ao consumo de bebida alcoólica, pode-se desenvolver o que chamamos de Ambliopia Tabaco-Álcool, que causa alterações na camada de fibras nervosas da retina”, completa.

O tabagismo está relacionado principalmente à diminuição da produção do filme lacrimal. “De acordo com a OMS, 80% das doenças que causam cegueira podem ser prevenidas e a existência destas doenças pode diminuir muito com o abandono do tabagismo”, finaliza. 

Desde 2010, o departamento de oftalmologia da unidade já realizou cerca 161 mil consultas, 240 transplantes de córnea e, nos últimos quatro anos, foram 2.884 cirurgias para catarata e 844 para tratamento de Glaucoma.

O Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo fica no Jardim Paulista, zona sul da capital, e atende de forma referenciada, recebendo pacientes encaminhados pelos municípios via central de vagas estadual.

 178
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032