Notícias sobre saúde

Saúde em cores: os benefícios dos alimentos vermelhos

Saúde em cores: os benefícios dos alimentos vermelhos

Você sabia que as cores dos alimentos revelam a predominância de determinados nutrientes que podem ser ótimos para a nossa saúde e até prevenir doenças? Por isso, quanto mais colorido for o prato, mais nutrientes e benefícios para a saúde ele trará. 

A nossa série Saúde em Cores vai te mostrar o que os alimentos vermelhos podem fazer com você.

A nutricionista Ana Amélia Cavarzeri, Coordenadora da Unidade de Alimentação e Nutrição do Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence, explica que este grupo é rico em licopeno, uma substância antioxidante que confere a cor avermelhada aos alimentos. “Quando absorvido pelo organismo, o licopeno combate os radicais livres”. Ele também protege o coração e, por combater estes radicais, reduz o risco de alguns tipos de câncer, entre eles o de próstata.

“Além disso, os carotenóides presentes nos alimentos vermelhos pertencem à família da vitamina A, previnem o envelhecimento precoce e ainda fortalecem o sistema imunológico”, destaca Ana.

As vitaminas também não ficaram de fora dos alimentos de cor vermelha. Eles possuem vitaminas A, C e do complexo B, além de sais minerais, como ácido fólico, potássio e cálcio.

Para aproveitar os benefícios dos vermelhinhos, vale apostar em:

Morango: é uma excelente fonte de antioxidantes. Além de antocianina, ácido elágico e licopeno, essa fruta apresenta catequina e delphinidin, dois compostos fenólicos que potencializam a ação contra os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce das células. Não é à toa que o morango é uma das frutas que mais favorecem o rejuvenescimento da pele. A catequina ainda auxilia no fortalecimento das defesas do organismo. Como se não bastasse, o morango ainda é rico em fibras solúveis, que auxiliam na redução do colesterol.

Tomate: é fonte de minerais, como potássio, cálcio, fósforo, sódio, magnésio e ferro, além das vitaminas C, A e do complexo B. Além do licopeno, o tomate contém betacaroteno, outro poderoso antioxidante que protege as células contra a ação dos radicais livres.

Maçã: a principal substância presente na maçã é a pectina, fibra solúvel que auxilia na diminuição dos níveis de colesterol e no bom funcionamento intestinal. Diminuindo os níveis de colesterol, diminuem-se também os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Essa fruta também contém ácido málico, que contribui para absorção de vitamina C e estimula as funções cerebrais. É importante consumir a maçã com casca, pois é na casca que se concentram a maior parte das substâncias benéficas ativas.

Romã: além do ácido elágico, a romã conta com os benefícios dos ácidos gálico e protocatequínico. Juntos, eles barram moléculas que danificam as estruturas das células que podem causar câncer. Os ácidos elágico e gálico têm o poder de proteger as paredes internas das artérias, reduzindo as chances de ocorrer problemas cardiovasculares, como infarto e AVC. Outros nutrientes, como potássio, vitamina A e ácido fólico, também são encontrados na fruta. O ácido fólico é essencial para o desenvolvimento do sistema nervoso do bebê e, por isso, a recomendação é que seja consumido desde o comecinho da gravidez.

Caqui: ajuda no bom funcionamento intestinal por conta do seu alto teor de fibras. É fonte de fósforo, cálcio e sódio, além de betacaroteno, que tem ação antioxidante.

Pimentão vermelho: assim como o caqui, o pimentão é fonte de betacaroteno. Além disso, possui vitamina C e niacina (vitamina B3), que alguns estudos indicam auxiliar na redução dos níveis de colesterol e triglicérides sanguíneos.

Cereja: muito usada na versão em caldas para enfeitar bolos, tortas e sorvetes, quando consumida fresca a cereja pode trazer muitos benefícios. Seus principais nutrientes são os ácidos naturais, como o salicílico, o succínico e o málico. O ácido salicílico tem ação antiinflamatória, é tão importante que é utilizado como um dos componentes de analgésicos. Já os ácidos succínico e málico eliminam toxinas do sangue e estimulam as glândulas digestivas.

Framboesa: a framboesa está entre as frutas mais ricas em fibras solúveis. Essas fibras, ao ajudarem na eliminação de gorduras, melhoram os níveis de colesterol no sangue, reduzem o risco da formação de cálculos biliares e retiram metais e toxinas indesejáveis do corpo, fazendo uma verdadeira faxina no organismo. Entre outros nutrientes presentes na fruta está o manganês - necessário para o crescimento e desenvolvimento dos ossos, atua na saúde dos nervos e na normalização do nível de açúcar no sangue.

Pimenta: em especial as vermelhas, são boas fontes de vitamina A e C. Contém também bioflavonóides, que podem ajudar na prevenção de alguns casos de câncer, e capsaicina, que pode atuar como anticoagulante, auxiliando na circulação sanguínea.

Amora: é uma fonte de silício, um mineral que estimula as proteínas de sustentação (colágeno e elastina), dando firmeza e tonicidade à pele. Por isso, o silício, junto com os antioxidantes da amora, favorece o rejuvenescimento do corpo. Por ser rica em potássio, sua utilização como tônico muscular nas práticas esportivas vem crescendo. Isso porque o potássio tem papel importante para o relaxamento muscular, promovendo a dilatação dos vasos e melhorando o fluxo sanguíneo, além de ser essencial para a conservação do equilíbrio ácido/base do organismo. A amora possui ainda boas doses de pectina e, para completar, seu suco quente ainda auxilia contra problemas na garganta, como rouquidão e inflamações.

 1313
(0 votos)

Sobre nós

A SPDM-Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina é uma das maiores entidades filantrópicas de saúde do Brasil, atuante em 7 estados, com aproximadamente 40 mil funcionários e com a vocação de contribuir para a melhoria dos serviços médicos prestados à população.

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032