Banner Doacao

Notícias sobre saúde

Outubro Rosa alerta para a prevenção do câncer de mama

Outubro Rosa alerta para a prevenção do câncer de mama

Mastologista explica que exame de mamografia consegue identificar lesões muito pequenas, antes de serem palpáveis, o que aumenta as chances de cura

A iniciativa do Outubro Rosa acontece no Brasil desde 2002, marcada por uma ação na região do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, que iluminou em cor-de-rosa o Obelisco para chamar a atenção da população sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama, seguindo um movimento surgido nos Estados Unidos ainda no ano de 1990. Desde então, entidades públicas e privadas redobraram esforços para propagar a ideia do Outubro Rosa.

A mobilização também busca a divulgação de dados preventivos e encorajar as mulheres a realizarem seus exames, além de incentivar práticas mais saudáveis que ajudam prevenir a doença. “O câncer de mama é uma doença curável quando descoberta em estágio inicial. Não tenha medo de passar em consulta médica, nem de realizar seus exames de rotina anualmente”, alerta Priscila Oliveros dos Santos, médica mastologista do Hospital Geral de Guarulhos (HGG).

Fatores de risco e prevenção

O câncer de mama é uma doença que pode ser causada por situações variadas, levando em conta alguns fatores genéticos, primeira menstruação cedo, menopausa tardia, não amamentar, sedentarismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabagismo e alimentação rica em gorduras saturadas.

Além de procurar por um médico especialista para um diagnóstico precoce, os hábitos que podem contribuir para uma melhor qualidade de vida e a prevenir o surgimento do câncer de mama incluem a prática de atividade física regular, não fumar, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, alimentação baseada em legumes e vegetais e evitar alimentos industrializados.

Outro ponto que chama atenção é sobre o autoexame, que é indicado também como forma de autoconhecimento - com ele é possível identificar somente tumores maiores do que 1 centímento. “O que muda a mortalidade do câncer de mama é a mamografia, pois ela consegue identificar lesões muito pequenas, antes de serem palpáveis, o que aumenta as chances de cura”, reforça a mastologista do HGG.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, preconiza o exame clínico realizado pelo médico, anualmente e, o exame de mamografia, também uma vez ao ano, para mulheres com mais de 40 anos de idade, para uma prevenção adequada.

 

 212
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032